Argila verde

Olá!

Hoje vamos falar dos benefícios da Argila Verde.

Muitos de nós pensa que a argila verde apenas serve para fazer máscara facial. Mas, o que muitos não sabem a argila verde serve para muito mais que isso!

máscara de argila verde é rica em minerais, como cálcio, zinco, magnésio, ferro, potássio e fósforo, auxiliando na redução e no controlo da oleosidade, combatendo a acne. Também actua na tonificação e possui ainda propriedades antiedematosa, desintoxicante, remineralizante, revitalizante, regeneradora, anti-séptica, bactericida, cicatrizante e exfoliante.

Além de ter óptimos resultados para a limpeza de pele, a argila verde pode ser usada em outras partes do corpo. Os seus componentes estimulam a circulação sanguínea e a eliminação de líquidos, e atacam outros problemas, como a celulite e a gordura localizada.

A argila verde também pode ser usada no cabelo, pois auxilia na oxigenação do bulbo capilar e funciona como um shampoo antirresíduos.

Possui propriedades analgésicas e anti-inflamatórias úteis no alívio de dores articulares e musculares.

Só vantagens! 🙂

Eu faço a máscara 1x por semana, só para activar a circulação e limpeza profunda. Utilizo no abdómen se tiver com febre ou dores de estômago, coloco nas costas quando tenho dores intensas.

Agora, vamos aos materiais:

  • Uma tigela de plástico;
  • Água mineral;
  • Argila verde em pó

Por que usar a tigela de plástico e não de metal?

  • Porque se usarmos as tigelas de metal, a argila verde perderá as suas propriedades.

Para que serve a água mineral?

  • Normalmente, a argila verde, quando não é encontrada pronta, é encontrada em pó (para quem quer fazer em casa). Por isso, para conseguir formar a argila,  precisaremos de água.

No rosto:

  • Comece aplicando nas maiores regiões (bochecha, testa, etc…);
  • Aplique com a mão ou com um pincel;
  • Aplique sempre em movimentos ascendentes;
  • Certifique-se de que a camada tenha, pelo menos, um centímetro para que ela possa trabalhar mais e não secar tão rápido;
  • Não aplique muito perto dos olhos e, se for aplicar, todo cuidado é pouco para não pegar dentro deles;
  • Deixe aplicar por 20 ou 30 minutos;
  • Após esse tempo, retire a máscara com água morna em abundância;
  • Não se esqueça de aplicar um bom hidratante depois que retirar a máscara.

Este tratamento dá resultados desde que haja continuidade. É também importantíssimo que a alimentação seja equilibrada.

No corpo:

argila verde aplicada no corpo pode trazer alívio de dores articulares e muscular devido à propriedade analgésica e anti-inflamatória. Ajuda a melhorar a circulação sanguínea e alivia problemas abdominais.

  • No corpo, aplique a pasta de argila na região afretada ou contundida e deixe agir por volta de uma hora, retire-a assim que secar. O procedimento pode ser feito mais de uma vez por dia.
  • Nas dores abdominais ou febres: Antes de colocar argila sobre regiões que tenham pelos, proteja-se com gaze. Se o cataplasma secar ou se aquecer rapidamente, troque por outro. Quanto mais febre houver, mais rápido secará. Estes curativos duram de uma a duas horas ou até a noite inteira, dependendo de como a pessoa o suporta. A espessura é de uns dois centímetros.

Receita caseira para combater a flacidez:

  • 4 colheres de sopa de argila verde
  • 1 chávena de água, filtrada

Modo de Preparo:

  • Misturar a argila e a água até formar uma pasta. Passar no local que precisa ser tratado (pernas, barriga, braços, seios e rabiosque). Deixar agir por aproximadamente 30 minutos. Retirar no duche com movimentos circulares de baixo para cima. Para finalizar e potencializar o efeito é importante usar  um bom creme hidratante para o corpo (eu uso óleo de côco)

Cabelos: 

  • Como a argila irá remover a oleosidade dos cabelos, os fios poderão ficar ressecados. Portanto aplique somente no couro cabeludo húmido e deixe agir por volta de 20 minutos. A aplicação da argila verde por todo o comprimento dos fios só deve ser feita em casos de cabelos muito oleosos, onde a oleosidade não se limita apenas ao couro cabeludo. Esta máscara capilar irá deixar os cabelos limpos, livres do aspecto seboso, sem caspa ou seborreia. Não esfregue a paste de argila nos fios, pois o atrito poderá danifica-los. A pasta desliza naturalmente sobre os fios sem adição de força.

Uso Interno:

Que quantidade tomar?

  • Deve-se regular a quantidade conforme a necessidade. Quem tem estômago frágil deve começar por beber água argilosa, que se prepara colocando uma colher de sopa de argila em água. Deixar repousar e após esse tempo bebe-se apenas a água. Algum tempo depois, tomar meia colher de café, depois uma inteira e por fim duas colheres, para além da água.
  • Para quem não sofre do estômago, a mesma quantidade de argila em água e bebe-se toda a solução sem necessidade de criar depósito.
  • ATENÇÃO: A ÁGUA DEVE SER A MAIS PURA POSSÍVEL
    Quando tomar?
  • Deve beber-se sempre antes ou depois das refeições, com um largo espaço de tempo. Nunca imediatamente antes ou depois.
    Pode-se beber a argila com outros líquidos?
  • Sim, pode. De preferência chã de hortelã – pimenta. A água com mel também pode ser utilizada. Nunca beber com bebidas alcoólicas, leite ou café. Bebidas quentes também são contra indicadas.

Resumindo:

Porque razão a argila verde é vastamente utilizada por milhões de pessoas para o tratamento de vários problemas?
  • Dá força e vitalidade a todo o organismo
  • Renova as células enfraquecidas
  • Absorve todas as toxinas
  • Fornece sais minerais, como, sílica, cálcio, magnésio, anidrido titânico, entre outros que  dependem do local de onde é extraída.
  • Melhora o sangue e promove a reconstrução dos tecidos.
  • Estimula as mucosas
  • É desinfectante dos intestinos
  • Depura o organismo de todas as toxinas

E assim termino por hoje. Espero que seja útil para alguém o artigo de hoje! 🙂

 

 

Até ao próximo artigo! Bom feriado!

Beijinhos e abraços,

Rose**

Advertisements
Posted in AIP, Dicas, Paleo | Tagged , , , , | Leave a comment

Marmitando

Olá!!

Os domingos, para mim passaram a ser o dia para preparar comida para a semana que vem. Eu levo marmita de almoço para o trabalho e gosto de ter algumas coisas prontas. Hoje vou-vos mostrar um pouco dos meus domingos. É divertido fazer, e ficamos sempre mais aliviados durante a semana. Apesar de entrar só às 11h da manhã, saio de casa 9h45 para apanhar o autocarro e só chego a casa às 21h apesar de acabar o trabalho às 20h. Então, prefiro passar todo o meu tempo livre que resta para o passar com o B. e a descansar, não a pensar no que vou comer amanhã.

Então o que preparei para a semana que vem?

  • Sopa de vegetais : Cenoura, abóbora, tomate, courgete, cebola, alho, caldo de galinha caseiro e couve de caldo verde
  • Batata doce assada
  • Abóbora assada
  • Courgete assado
  • Couve flor e cebola assada
  • Beterraba assada
  • 2 bifes de Atum grelhado
  • Caldeirada de bacalhau e camarão (para 2x)
  • 5 ovos cozidos

Ainda tenho no frigorífico, lavado:

  • Tomate cherrie
  • Salada de alface com rúcula
  • Espinafre
  • Cenoura crua

E tenho ainda, lata de atum com azeite para um outro dia. Isto tudo dá-me para 5 dias de almoço. O pequeno almoço vario entre sopa ou granola, ou ovos. E o jantar normalmente será sopa ou o que o B. fizer para mim.

Sendo assim as principais proteínas esta semana são o atum, bacalhau, camarão, ovos e possivelmente uns bifinhos de lombinho de porco. Muito raramente como um carbo ao almoço, tendo apenas a escolha de batata doce.

Levo uns frutos secos comigo, em caso de me dar assim algum ratito, mas raramente o tenho. E uma garrafa de água. Bebo um chá das máquinas do trabalho, ou um chocolate quente (em água) e assim se faz uma semana cheia de nutrição.

Se eu vir que me faz falta mais algum vegetal diferente, peço ao B. enquanto faz o jantar e eu estou no autocarro a caminho de casa, para me cozinhar a vapor mais algum vegetal. É tudo uma questão de prática. Facilitar para ir dormir a horas, sem stress, aproveitar o mimo bom do namorido e aliviar a mente ❤

marmita 2marmitamarmita 3marmita 4

Desejo-vos um bom início de semana, que comece com muita tranquilidade.

Até ao próximo artigo!

Beijinhos e abraços,

Rose**

Posted in courgette, Dicas, Marmitando, Paleo, Peixe, Sopa | Tagged , , | 5 Comments

Alternativas a iogurtes: Vegan Chee

Olá!

Hoje tenho um tempinho para actualizar o blog, visto que estou doentinha em casa. Logo agora que o sol começou a aquecer, a minha garganta decidiu apanhar uma infecçãozinha. O meu novo trabalho é num Call Center, uma nova experiência que estou a adorar. Mas, sendo novata e sendo quase 8h de falar ao telefone, a minha garganta cedeu. Já há muito tempo que não me sentia assim tão embaixo, as mezinhas têm aliviado, mas tive que ir para os antibióticos, de tão mauzinho que isto está.

Por vezes, não dá mesmo para escapar aos medicamentos e eu só quero ficar boa para voltar à acção. Estou completamente afónica, o médico pediu-me para me remeter ao silêncio, então é isso mesmo que vou fazer.

Hoje venho partilhar convosco esta alternativa aos iogurtes, o Vegan Chee. Gosto imenso e hoje safou-me de boa, pois ando sem apetite, comi sopinha ao pequeno-almoço para acordar o organismo com bons nutrientes, mas tinha que comer qualquer coisa mais para a hora do lanche, para tomar um antibiótico fortíssimo. Então, comi um Vegan Chee com avelã, beterraba, morango e amoras. Delicioso, digo-vos já com toda a sinceridade! não me magoa a garganta, pois é suavezinho e não estou a ingerir lacticínios, quando parece mesmo um iogurte normal.

“O VeganChee, é uma marca que prepara produtos de origem 100% vegetal e biológicos, são preparados com muita dedicação, com ingredientes de origem biológica e sem quaisquer aditivos químicos, como cor ou aroma.
Prémios
Veganchee – Não Sou Um Queijo! :

– Um dos vencedores do 1º Concurso de Ideias de Negócio Incubar + Lezíria

– Food & Nutrition Awards – Categoria Produto Inovação – 2ª Menção Honrosa”

Podem os encontrar no facebook : Vegan Chee
Comprei estes no Leclerc nas Caldas da Rainha, e também os encontro na BiO’s CaldasRainha

 

vegancheese

Nota: Eu faço publicidade a produtos e locais que eu gosto, ninguém me paga para esse efeito nem me oferecem produtos por isso. Gostaria que ficasse bem assente, que tudo o que partilho aqui, é de boa vontade e de coração.

 

Até ao próximo post!

Beijinhos e abraços,

Rose**

Posted in AIP, Dicas, Paleo, Pequeno-almoço, Próbiótico | Tagged , , | Leave a comment

Abacate e os seus benefícios

Olá!

Já há uma semana que ando para escrever sobre o abacate, mas tenho estado a adiar, visto que queria fazer umas experiências para poder partilhar em condições aqui, com voces 🙂

Como já sabemos, o abacate é um fruto, os antioxidantes podem nos ajudar a combater o envelhecimento precoce da pele. Além disso, esta fruta contribui para a produção de colágeno e gorduras naturais que nos ajudam a manter uma vida mais saudável. O que a maioria das pessoas ignora é que a semente do abacate também tem um alto valor nutricional e várias propriedades que podem contribuir para uma melhor qualidade de vida e prevenir diferentes problemas de saúde.

  • O consumo da semente do abacate pode controlar os níveis de colesterol mau no sangue e, por sua vez, reduz o risco de doenças cardiovasculares.
  • A semente do abacate proporciona resultados muito eficazes no tratamento de uma inflamação do trato gastrointestinal, bem como para diarreias. 
  • A semente do abacate possui um efeito termogénico, que pode ajudar a queimar gorduras mais facilmente, desde que seja associada a uma dieta saudável e à prática de exercícios físicos.
  • Graças às suas grandes propriedades anti-inflamatórias, a semente do abacate também é aliada do sistema imunológico, ajudando a mantê-lo forte no combate contra infecções e problemas respiratórios. Além do mais, esta propriedade também serve como remédio para pessoas que sofrem de artrites e outras doenças articulares. (No meu caso)
  • A semente do abacate contém um óleo natural parecido ao azeite. Este óleo é utilizado para fins cosméticos e um dos seus maiores benefícios é proporcionar um brilho incrível para o cabelo, além de prevenir a caspa.
  • De acordo com pesquisas de médicos realizadas na Europa, a semente do abacate possui nutrientes e propriedades essenciais que ajudam a controlar problemas na tiróide, beneficiando especialmente pessoas acima do peso.

Eu nem conhecia metade dos benefícios aqui mencionados. Mas, numa conversa com o meu pai, a queixar-me de uma dor irritante que tenho no ombro, ele explicou-me como usava a semente do abacate para amenizar as dores dele. E, claro, pai é pai e há que o ouvir quando a coisa faz algum sentido. ehehehe

O meu pai é fascinante nesse campo, gosta de conhecer ervas e coisas naturais em prol de melhorar o nosso organismo. Quando era gaiata,nem achava muita piada, mas agora ao crescer e ao experimentar certas coisas, faz completamente sentido e muito do que ele diz eu o faço, maior parte sem ele saber para não inchar muito o ego. Mas, fascinante esta curiosidade que nos vai transmitindo e eu posso desta maneira passar a voces pelo blog.

Ora então vamos lá.

Para fazer chá:

Ingredientes:

  • Caroço de abacate ralado (Limpe o caroço do abacate. Com um ralador, raspe bem. Ponha numa frigideira em lume brando e vá envolvendo bem, até ficar sequinho. Há quem prefira colocar ao sol, para secar)
  • Água

Processo:

  1. Fazer como uma infusão normal 🙂
  2. Utilize meia semente média picada de um abacate, adicione uma chávena de água a ferver, deixe descansar por 15 minutos e consumir ainda quente

Para utilizar o caroço para dores de artrites, tendinites, musculares e outros:

Ingredientes:

  • Um caroço de abacate
  • Álcool etílico
  • 1 frasco de vidro

Processo:

  1. Limpar e cortar o caroço.
  2. Colocar num frasco de vidro com o álcool etílico  e fechar bem.
  3. Deixar descansar por uma semana, dando uma sacudidela 1x por dia.
  4. Usar antes de deitar, passar um pedaço na dor e massajar.

Se quiser, ir colocando mais pedaços de caroço dentro do frasco. O Álcool irá evaporar aos poucos, pode ir enchendo com mais.

Farinha

Ingredientes:

  • Caroço de abacate

Processo:

  1. Rale o caroço e coloque-o no sol, coberto por um tecido, para secar.
  2. Depois, colocar num processador e passar numa peneira bem fina.
  3. Conservar num frasco bem fechado, no frigorífico, e tomar 1 c. de sopa nas refeições.
semente de abacate

Semente de abacate em Álcool para as minhas dores.

Grandes dicas do Pai!

Espero que gostem!!

Até à próxima!

Beijinhos e abraços,

Rose**

Posted in AIP, Dicas, Paleo | Tagged , , , | 2 Comments

Bolo de tangerinas

Olá!

Nos próximos dias, não estarei tão presente durante a semana, visto que abracei um novo projecto/emprego. Mas, estarei por aqui, não se livram de mim tão rápido!! 😀😀

Hoje trago-vos um bolo de tangerina, super húmido, mais uma vez como estão habituados, rápido e delicioso! Foi feito com carinho para o dia de Páscoa, para o lanche com o B. e os meus sogros. Um bolo leve e delicioso, super fresco também!

Ingredientes:

  • 1 + 1/2 c. de sopa de farinha de araruta
  • 365grs de farinha de avelã
  • 4 tangerinas médias, ou 3 grandes
  • 1/2 c. de chá de fermento, sem glúten
  • 3 ovos, orgânicos
  • 1 chávena de açúcar mascavado

Processo:

  1. Pré-aquecer o forno a 175ºC e untar uma forma de 23cm.
  2. Colocar as tangerinas num tacho com água fria e levantar a fervura durante 15 minutos, descartar a água e repetir o processo mais uma vez.
  3. Enquanto isso, Bata os ovos com o açúcar até ficar fofo e leve.
  4. Retire a pele às tangerinas e caroços, coloque num processador e crie uma pasta.
  5. Junte esta pasta, já arrefecida aos ovos, e misture.
  6. Junte as farinhas e fermento e misture até ficar homogéneo.
  7. Colocar na forma e cozer por 30 minutos, ou até o palito sair limpo.

E é apenas isto! Saboroso!  🙂

Espalhei por cima, açúcar em pó (não refinado)

DSC06616DSC06614

Até à próxima receita!

Beijinhos e abraços,

Rose**

 

Posted in Bolos, Paleo | Tagged , , , | 2 Comments

Barrinhas cremosas

Olá!

Hoje trago-vos uma barrinha cremosa, com aquele toque ácido do limão e super poderes da curcuma e gengibre. E já aprendemos que a curcuma (açafrão das índias) e gengibre são anti-inflamatórios, não é? 😉 Além disso, a aparência da camada de açafrão-limão não vos deixa feliz? Eu não posso olhar para aquele amarelo vibrante sem sorrir 🙂

Retirei esta receita da brilhante unconventionalbaker

Então vamos lá:

Ingredientes, com algumas modificações. Receita original no blog acima indicado:

Parte amarela:

  • 6 c. de sopa de farinha de côco
  • 1/4 de chávena de manteiga de côco, amolecida
  • 1/4 de chávena de sumo de limão, espremido na hora
  • 2 c. de sopa de mel cru
  • 1/2 colher de chá de gengibre em pó
  • 1/2 colher de chá de curcuma em pó

Parte branca:

  • 1/4 de chávena de manteiga de côco, amolecida
  • 1/2 chávena de bebida vegetal de amendoa
  • 2 c. de sopa de mel cru
  • 2 c de chá de sumo de limão, espremido na hora.

Toppings: Eu usei sementes de papoila e arandos secos

Processo:

  1. Processe todos os ingredientes da camada amarela até ficar bem combinado. Transfira essa mistura para uma caixinha forrada com papel vegetal. Pressione para baixo em uma camada uniforme. Cubra com um pequeno pedaço de papel vegetal e pressione mais uma vez se certificar de que a camada fica lisinha. Colocar a caixinha no congelador enquanto trabalha na próxima etapa.
  2. Limpe o processador de alimentos (para que não haja descoloração da camada branca). Processe todos os ingredientes da camada branca até ficar homogéneo. Despeje esta mistura sobre a camada amarela. Deixe descansar por um minuto, polvilhe e decore com coberturas à vossa escolha. Nota: se sua mistura estiver muito líquida, as sementes de papoila podem afundar um pouco, então, se for o caso, é melhor esfriar no frigorífico por 15-20 minutos primeiro e, em seguida, polvilhe com as coberturas. Congelar por 5 horas ou durante a noite. (Não façam como eu e após 1h já querem tentar cortar. Daí as minhas barrinhas não estarem tão bonitinhas.)
  3. Apare as bordas irregulares e corte em barras e divirta-se! Mantenha as barras congeladas.

Uma delícia! Super fresquinho e fácil de fazer. Como em tudo o que aprendemos por aqui 🙂
Anti-inflamatório e saboroso, podemos pedir mais?

barrinhas

Até à próxima receita!

 

Beijinhos e abraços,

Rose**

Posted in News, outros, Paleo | Tagged , , , | 3 Comments

Bolo de chocolate de 1930

Olá!

Esta receita de bolo de chocolate é originária do tempo da Grande Depressão, quando coisas como ovos e leite eram escassas. Ao contrário da maioria das receitas de bolo de chocolate, este não exige nenhum dos dois! Também conhecido como um Bolo Louco ou Bolo Maluco, bolo de chocolate leva farinha de einkorn e é perfeito para aqueles com alergias!

O que é a farinha de Einkorn?

“O Einkorn é um dos alimentos mais antigos do mundo.

Existe há milhões de anos na sua forma selvagem e foi dos primeiros cereais a serem plantados quando se iniciou a prática agrícola.

Este cereal é uma das espécies mais antigas de trigo e a única que não foi alterada ou modificada, sendo assim a única espécie de trigo na sua forma mais pura e original.”

Mas explico-vos esta farinha noutro artigo.

 

Não, não é paleo. Mas, escolho os melhores ingredientes para o B. 🙂
Já não me recordo onde li esta receita, mas a tinha escrito numa folha de papel e como tinha a farinha em casa, decidi arriscar.

Diga-se de passagem que é um bom bolo de chocolate! Os mais antigo sabiam como usar a manteiga e o açúcar! eheheheh

Ingredientes:

  • 3 chávenas de farinha Einkorn
  • 2 chávenas de açúcar mascavado
  • 1 c. de café de sal marinho
  • 2 c. de chá de carbonato de sódio
  • 6 c. de sopa de cacau, orgânico
  • 340grs de manteiga, vaquinhas de pasto (já sabem)
  • 2 c. de sobremesa de extracto de baunilha
  • 2 chávenas de água, temp. ambiente
  • 2 c. de chá de vinagre de cidra, orgânico

Processo:

  1. Pré-aquecer o forno a 180ºC e untar 2 formas.
  2. Misturar numa taça a farinha, açúcar, sal, b. de sódio e cacau.
  3. Derreter a manteiga e juntar os restantes ingredientes molhados, excepto o vinagre.
  4. Juntar à farinha, mexer até ficar bem homogéneo.
  5. Juntar o vinagre e mexer.
  6. Dividir nas duas formas e assar por 20 a 25 minutos, ou até o palito sair limpo.

Fazer uma cobertura que desejarem e Voilá!

O B. que é um chocoólico, gostou da consistência do bolo e do sabor a chocolate. Mas, diz que lhe faltava qualquer coisa. Eu penso, que faltava uns ovinhos e uma bebida vegetal em vez de água. Mas, foi uma experiência gira 🙂 e vamos ver como reage à nova farinha.

chocolate 2Chocolate

 

Até à próxima receita!

Beijinhos e abraços,

Rose**

Posted in Bolos, Chocolate, Einkorn | Tagged , , | Leave a comment